Informações e Serviços: 0800 081 0195
Informações e Serviços: 0800 081 0195
Ambiental, Social e GovernançaEnvironmental, Social and Governance

Ambiental

Na dimensão ambiental, as ações refletem o comprometimento da Compesa ao atendimento às leis ambientais e objetivos como a conservação do meio ambiente, o combate aos impactos das mudanças climáticas, incentivos às políticas de reúso, sustentabilidade e eficiência energética, biodiversidade, gestão de resíduos, preservação de mananciais e afluentes, cultivo e plantio de mudas e compromisso com o futuro.

A Companhia possui diversas ações nesta dimensão que reforçam o nosso compromisso com o meio ambiente, dentre estes citaremos alguns abaixo:

Reposição Florestal e Preservação de áreas vegetadas

A reposição florestal tem como objetivo o estabelecimento de novas áreas de floresta, por meio do plantio de mudas florestais nativas, em área equivalente à desmatada. Assim, restabelece-se a sucessão florestal, segundo os padrões naturais originários. A Compesa desenvolve, ainda, outras metodologias de preservação ambiental, a exemplo da regeneração natural, que diz respeito a manter uma área, de modo que a vegetação nativa se recupere naturalmente, e, também, a manutenção de áreas vegetadas, onde a Companhia arrenda uma área coberta por vegetação natural e a mantém protegida. De modo geral, as empresas de saneamento têm atuado de forma integrada para melhorar a situação ambiental e dos recursos hídricos, uma filosofia já incorporada às ações da Compesa.

Resultados 2021

0 ha
Áreas Vegetadas
0 ha
Caatinga
0 ha
Mata Atlântica
R$0 mil
Investimento Aproximado

Área equivalente a 100 CAMPOS DE FUTEBOL

Programa Florestar

Programa de educação ambiental, iniciado em 2016, que tem como foco a valorização das espécies florestais nativas da caatinga e mata atlântica de Pernambuco, disseminando a cultura do plantar por meio de ações ambientais com a sociedade, além de sensibilizar sobre a importância da proteção das florestas e recursos hídricos, bem como estimular a conscientização individual e coletiva, criação de senso crítico e esforço, para preservar e recuperar o meio ambiente.

  • Viveiros florestais educadores: Produção de mudas de espécies florestais e ações de educação ambiental, nos viveiros das cidades de Poção e Bonito.

  • Florestar vai à escola: disseminar a educação ambiental, com atividades de produção de mudas e pequenos projetos de arborização, para espaços escolares.

  • Semeando Cidadania:  cursos de viveiristas florestais, para crianças e jovens em atendimento socioeducativo, sensibilizando para as questões ambientais e contribuindo, para a sua transformação cultural e pessoal.

  • Oficinas e eventos: parcerias com instituições municipais, para a realização de oficinas e eventos, incluindo atividades de educação ambiental e plantio de mudas florestais.

  • Nós e as Árvores: sensibilizar os colaboradores, quanto às temáticas ambientais.

Ações

11
11
11
EDUCAÇÃO AMBIENTAL

De acordo com o Artigo 1º da Lei 9.795/99, a educação ambiental pode ser entendida, como os processos por meio dos quais o indivíduo e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas, para a conservação do meio ambiente, bem de uso comum do povo, essencial à qualidade de vida e sua sustentabilidade.

O Viveiro Florestal de Bonito é utilizado como um espaço de educação ambiental, promovendo conhecimento, sobre a produção de sementes, mudas florestais e a educação ambiental, para impactar socialmente a comunidade acadêmica e a sociedade em geral, incluindo os colaboradores da Companhia.

A Compesa realiza um processo educativo contínuo, para a aprendizagem e a conscientização ambiental, junto à população pernambucana. Em 2021, foram beneficiadas mais de 4.000 pessoas, de diversas idades e regiões do Estado, em atividades presenciais e remotas.

O programa de educação ambiental da empresa tem sido muito presente, junto a várias instituições educacionais e órgãos públicos, como a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade, cooperando para o Programa de Reflorestamento do Estado (Refloresta Pernambuco), contribuindo com as demandas da sociedade, para enfrentar o desmatamento e a emergência climática.

Só, em 2021, foram disponibilizadas mais de 10 mil mudas de espécies nativas para arborização urbana, reflorestamento e ações de educação ambiental.

Resultados 2021

Mais de
0
Ações Ambientais realizadas
Mais de
0
Pessoas Impactadas
Mais de
0
Municípios Atendidos com o Programa Florestar

Prêmio Zé Ferraz do Mérito Florestal

Em 2021, a Compesa recebeu o Prêmio Zé Ferraz do Mérito Florestal, homenagem conferida pela Associação Pernambucana dos Engenheiros Florestais (APEEF), em votação realizada pelo Conselho Deliberativo da Associação. A premiação na categoria “Entidade” é um reconhecimento aos importantes serviços florestais executados pela Compesa, por meio de diversos plantios nos biomas caatinga e mata atlântica, e, por realizar destinação de várias áreas vegetadas para a preservação.

Além da premiação principal, a Compesa também foi prestigiada na categoria “Personalidade Amiga da Engenharia Florestal”, título conferindo ao viveirista Nermar Andradeque trabalha há mais de 20 anos, no viveiro florestal de Bonito.

Programa Horta em Todo Canto

A Compesa aderiu ao Programa Horta em Todo Canto, coordenado pela Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional de Pernambuco (CAISAN-PE), que tem como objetivo implantar hortas orgânicas em espaços de uso público, com materiais e equipamentos adequados, contribuindo para a promoção de segurança alimentar e nutricional, inclusão social, educação alimentar e ambiental. Assim, vem delineando de forma organizacional todas as etapas, implementando em espaços adequados, a partir da necessidade de oferecer aos funcionários da companhia um equipamento utilitário, estimulando o consumo de produtos orgânicos, a melhoria da saúde e o fortalecimento do vínculo entre os membros de diretorias e órgãos distintos.

 

Campanha Junho Verde

O Junho Verde é um mês dedicado à sensibilização e conscientização ambiental. Durante o mês, são realizadas diversas ações  com o objetivo de conscientizar o público interno e externo sobre as questões relacionadas ao meio ambiente e às ações de responsabilidade socioambiental. O Senado aprovou o PL 1.070/2021, que cria a Campanha Junho Verde no âmbito da Política Nacional de Educação Ambiental, com o objetivo de conscientizar a população para preservação do meio ambiente. O projeto vai à Câmara, segundo a Agência Senado.

Total de
0
Ações Realizadas
Mais de
0
Pessoas Impactadas
Total de
0
Municípios Atendidos

Viveiro Bonito

O Viveiro de Bonito encontra-se no Agreste de Estado, nas proximidades da Barragem do Prata no município de Bonito/PE.

Em operação há mais de 20 anos, abrange uma área de 9.018,64m², produz mudas de espécies nativas da Mata Atlântica a serem destinadas aos projetos de Compensação Ambiental. Além disso, é o principal equipamento da companhia para o desenvolvimento do Programa Florestar, destinado à realização das ações socioambientais da Companhia.

Com o intuito de promover a ampliação e melhoria na cadeia produtiva vegetal, o viveiro de Bonito recentemente teve uma reestruturação física das instalações, passando de 178 para 245m² de área construída e aumentou a capacidade produtiva de 100 para 170 mil mudas de espécies nativas, além de novos espaços destinados aos canteiros, a criação de centro de educação, a câmara fria para estocagem de sementes e trilha ecológica.

Com recurso financiado, junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BIRD), a obra foi concluída, no 2º semestre de 2021, e recebeu um investimento de R$ 1.090.576,88 (um milhão, noventa mil, quinhentos e setenta e seis mil reais e oitenta e oito centavos).

0 mil
Mudas de Espécies Nativas

Fernando de Noronha

Acompanhamento das obras com apoio socio ambiental. Transformando água do mar em água potavel para beber, garantindo os recursos hídricos naturais e a sustentabilidade.

Outras iniciativas ESG estão na usina solar fotovoltáica chafaris Vila do Trinta, Usina Solar Flutuante, Sistema de Dessalinização e Projeto Inertização do Lôdo.

Programa Casa Verde Compesa

Localizada no município de Arcoverde, no Sertão pernambucano, a Casa Verde Compesa é um espaço que promove cursos, oficinas e palestras com foco na educação socioambiental. Através de um processo educativo transformador, visa sensibilizar a população da região quanto às questões ambientais para a formação de uma sociedade mais sustentável. O espaço conta com sala multimídia, biblioteca temática, auditório, sala de oficinas e um jardim sensorial. A Casa Verde Compesa possui a chancela do Projeto Sala Verde, do Ministério do Meio Ambiente, que incentiva a implantação de espaços socioambientais para atuarem como centros de informação e formação ambiental.

Gestão de Resíduos

O PGRS – Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos é balizado pela Lei Federal N° 12.305/2010 – Política Nacional de Resíduos Sólidos, a qual determina os critérios básicos para a gestão integrada e o gerenciamento ambientalmente adequado dos resíduos sólidos. O PGRS é um mecanismo criado com o objetivo de promover a sustentabilidade das operações de gestão de resíduos sólidos, bem como preservar o meio ambiente e a qualidade de vida da população, contribuindo com soluções para os aspectos sociais, econômicos, sanitários e ambientais envolvidos na questão.

Programa de Coleta e Destinação dos Resíduos Eletroeletrônicos

Programa de Coleta e Destinação dos Resíduos Eletroeletrônicos (REEs)”. Essa iniciativa surgiu da preocupação dos colaboradores em contribuir com a preservação dos recursos naturais e proporcionar o desenvolvimento sustentável atrelados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis 6, 11 e 12, “Água e Saneamento; Cidades e Comunidades Sustentáveis; e Consumo e Produção, Responsáveis”, respectivamente, pertencentes a Agenda 2030. O objetivo principal do programa é coletar os REEs correspondentes às linhas azul, marrom e verde, gerados na Companhia, com o intuito de realizar o descarte ambientalmente correto, fazendo uso, para tanto, da infraestrutura da própria empresa para a implantação do mesmo. Atualmente, a empresa conta com a participação de dezesseis gerências, desde a Região Metropolitana do Recife até o interior do estado de Pernambuco.

0 kg
Resíduos coletados até o momento

Os resíduos coletados têm sido disponibilizados para a “Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis (COOCECIPE)”, em Olinda, Pernambuco. Esta, utiliza desses equipamentos para aulas práticas com jovens de regiões periféricas, promovendo a geração de renda para a comunidade, bem como minimizando os riscos e danos causados ao meio ambiente pelo rejeite incorreto.

Programa Mundo Limpo Vida Melhor

O programa socioambiental Mundo Limpo Vida Melhor é uma iniciativa da empresa Asa Industrial e Comércio Ltda. que visa coletar e reciclar o óleo de cozinha utilizado em bares, restaurantes e domicílios, através da instalação de pontos de entrega voluntária (PEV). Em 2009, a Compesa firmou parceria com a ASA, instalando PEVs nas lojas de atendimento na área de cobertura do programa (RMR, parte da zona da Mata, Caruaru e Belo Jardim), totalizando 26 lojas, além das ações de divulgação no estado. A prática de realizar a coleta adequada do óleo de cozinha tem relação direta com a redução do impacto causado pelo mesmo nas redes de esgotamento sanitário, assim como, com a preservação dos recursos hídricos e com o meio ambiente.

Campanha Pequenos Gestos, Grandes Mudanças

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) em 2022, visando minimizar os impactos antrópicos ao meio ambiente e atender ao Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 11 e 12 “Cidades e Comunidades Sustentáveis e Consumo e Produção Responsáveis”, respectivamente; lançou a Campanha intitulada “Pequenos Gestos, Grandes Mudanças”, que objetiva eliminar completamente a utilização de materiais plásticos descartáveis na empresa por seus colaboradores e visitantes. Como alternativa, a Compesa adquiriu cerca de 6.500 copos retráteis de silicone para distribuição entre os empregados, adotando o uso de copos plásticos biodegradáveis pelos visitantes da Companhia. Dessa forma, ela deixa de lançar ao meio ambiente uma estimativa de 9.180.000 copos, considerando que cada colaborador consumia em média 5 deles por dia ao longo do ano.

Skip to content